Ainda o impeachment

Da deputada estadual Ana Campagnolo (PSL), sobre o pedido de impeachment do Governador do PSL:    ” Não é uma tese absurda. O pedido tem fundamento e o Defensor Público Dr. Ralf Zimmer (autor do pedido) tem uma reputação consolidada no meio jurídico catarinense. Por mais que eu não concorde com muitos de seus posicionamentos ideológicos, creio que deva ter se valido de seus reconhecidos atributos técnicos na escrita das 135 páginas do processo, e isso diz muito: é mais um cidadão proeminente a perceber, que por uma razão ou outra, Moisés precisa ser chutado para fora do governo. E, certamente, esse não será o primeiro nem o último a considerar um impedimento necessário contra o maior promotor de baladas agronômicas do Estado.”

IPTU 2020

Para quem deseja pagar seu IPTU 2020 os canais para retirar o boleto são : pela internet através da página da prefeitura, ou  pelo balcão na prefeitura, ou balcão da Sec.da Fazenda em frente do Marajoara, das 13:00 às 19:00.  Até o dia 12/02 o desconto é de 12%%. A partir do dia 03/02 o horário de atendimento será das 8:00 às 19:00.

Pedido de impeachment

 O pedido de impeachment do Governador Moisés apresentado pelo defensor público Ralf Zimmer tenta dar contornos políticos dramáticos ao velho esporte da elite do funcionalismo público: olhar o contracheque alheio em busca de possíveis equiparações. Zimmer – que apresentou o pedido de impeachment na condição de cidadão , embasa o pedido no controverso aumento salarial que equiparou o salário dos procuradores do Estado aos dos desembargadores, na casa dos R$ 35 mil.                                                                                                                                    A concessão do aumento – cerca de 5 mil a mais no contracheque  a toda a categoria e não apenas aos beneficiados pela ação no TJ-SC é o crime de responsabilidade apontado por Ralf Zimmer para cassar o governador.                                         Se Moisés enfrentasse uma crise de popularidade e a perda total da base de apoio parlamentar, o pedido de impeachment poderia ter alguma consequência ,  mas não por si só. Não há nas ruas um clima de rejeição ao governador. A base parlamentar não é das mais robustas, mas existe. Portanto dificilmente o pedido prospera na Assembléia.

O pop venceu

Pelos menos nas rádios de Lages o pop desbancou o sertanejo. Com a migração do AM para o FM muitas rádios mudaram a programação . A 101 manteve o pop adulto. A Udesc FM mantém o rock/pop. Já a Menina FM migrou para Mix trocando para o pop também. A maior surpresa foi a Transamérica que mudou do sertanejo para o pop. No sertanejo ficou a Clube/Massa e a Band. O placar tá 4 X 3 pro bom gosto.

MDB mais uma

Deu na coluna do Moacir hoje no DC:

Carente de lideranças estaduais que marcaram sua projeção e seu prestígio político e eleitoral nas últimas décadas, o MDB de Santa Catarina acaba de sofrer um novo revés com a decisão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça (TJ-SC), condenando o deputado Romildo Titon a 10 anos de prisão, acusado de corrupção passiva na Operação Fundo do Poço.

O partido já se ressente de lideranças municipais importantes, que cancelaram filiação nos últimos meses no Estado. Está se revelando o maior apoiador do governo Carlos Moisés da Silva na Assembleia Legislativa e já se considera pacífico que o novo líder governista será o deputado Luiz Fernando Vampiro, líder do MDB no legislativo.

A situação do deputado Romildo Titon reflete diretamente no MDB por sua destacada atuação na Assembleia Legislativa. Foi presidente do Poder, afastado por determinação da Justiça exatamente pelas acusações sobre a Operação Fundo do Poço e, atualmente, é o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante do parlamento.

No mesmo julgamento, o empresário Luciano Dal Pizzol, proprietário de Águas Poços Artesianos, foi condenado a 17 anos de reclusão. Da decisão cabe recurso ao Superior Tribunal de Justiça.