Árvores assassinas.

Conselho de Segurança de Lages – que reúne representantes de entidades para discutir projetos para a área de segurança da cidade – colocou na pauta da reunião desta semana o assunto da questão das árvores exóticas (pinus e eucaliptos) que nascem guachos na faixa de domínio da BR-282 (em regra 35 metros para cada lado da rodovia medidos a partir do eixo). O Conselho quer a continuidade do corte destas árvores.                                                                                                                                      Me chama a atenção tal medida, como se assuntos mais importantes não existissem. Além disto parece que as árvores não bebem, não atravessam a pista e não se locomovem. Como podem ser acusadas de cometer acidentes ? Dia destes, um motorista que caiu na Serra do Rio do Rastro, foi salvo por uma árvore. Ressalto ainda a beleza da rodovia federal, toda emoldurada pelo beleza do verde destas árvores, e o contraste da feiura de terra arrasada de árvores cortadas.consel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.