Câmara – nada mudou.

Pressionados pelo plenário lotado, os vereadores não aprovaram o reajuste salarial, não fixaram os valores para a próxima legislatura e nem decidiram o número de cadeiras para o próximo ano. O reajuste dos servidores deve ser concedido em um outro projeto, o número de cadeiras deve ser o mesmo de hoje, 19, e a remuneração deve ser fixada em uma outra sessão. O movimento “Vem para a Câmara” fez sua parte, muitos não conheciam a Câmara, e espera-se que apareçam mais vezes. No mais nada mudou. O mais importante, que é o repasse de dinheiro que sai da prefeitura para a câmara, o 6%, isto nem foi falado. Pena que este movimento não estava presente quando foi aprovada a reforma administrativa da atual gestão da prefeitura que onerou os cofres públicos, e quando não foi aprovado o processo de impeachment que iria analisar se o prefeito é culpado ou não.camara 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.