Campanha de Vacinação contra a gripe em SC.

A Campanha de Vacinação Contra a Gripe em Santa Catarina começa na próxima terça-feira, 22, e vai até o dia 9 de maio. O governo do Estado já recebeu do Ministério da Saúde 40% do total das doses, o equivalente a 742.000 unidades. Até esta quinta-feira, 17, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) deve entregar as vacinas a todas as regionais de saúde de Santa Catarina, para que os municípios estejam prontos para o início da campanha, na próxima semana.

Santa Catarina deverá receber 1,8 milhão de doses do Ministério da Saúde (MS). A meta da SES é imunizar 80% da população-alvo, o equivalente a 1,4 milhão de pessoas. Devem se vacinar contra a gripe: crianças com seis meses e menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores da saúde, gestantes, indígenas, idosos, pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais e mulheres no puerpério (até 45 dias após o parto). Também será vacinada a população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

As vacinas começaram a ser distribuídas para as gerências regionais na última segunda-feira, 14. “A previsão é de que todas as vacinas estejam disponíveis nas Regionais de Saúde até quinta-feira. Após essa data, os municípios buscam nas suas respectivas regionais as vacinas. Com esse procedimento, os municípios estarão preparados para vacinar a população”, afirma a gerente de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis e Imunização, Vanessa Vieira da Silva.

Dia D
No sábado, dia 26 de abril, é o “Dia D” da Campanha de Vacinação. Os postos de vacinação de todos os municípios catarinenses deverão ficar abertos das 8h às 17h, sem fechar para almoço.

Contraindicações
Pessoas com alergia ao ovo, que já tiveram reação anafilática à vacina e reação alérgica não podem tomar a vacina.

Categorias de risco clínico com indicação para vacina contra influenza
•Doença respiratória crônica;
•Doença cardíaca crônica;
•Doença renal crônica;
•Doença hepática crônica;
•Doença neurológica crônica;
•Diabetes;
•Pacientes imunodeprimidos;
•Obesos grau III;
•Transplantados;
•Portadores de trissomias: Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Sídrome de Wakany, dentre outras.

Publicado em saúde por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.