Faleceu Renato do Blue Caps

 O cantor, compositor e guitarrista Renato Barros, da banda Renato e Seus Blue Caps, morreu nesta terça-feira (28), aos 76 anos, em virtude de uma infecção pulmonar. No dia 17, ele deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Clínicas em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, onde, segundo a unidade hospitalar, foi submetido a uma cirurgia cardíaca de dissecção da aorta. O músico deixa duas filhas e duas netas.

Nascido no subúrbio carioca, Renato fundou no final dos anos 1950, no bairro de Piedade, na Zona Norte,  o grupo Renato e Seus Blue Caps ao lado dos irmãos Ed Wilson — Edson Vieira de Barros, morto em 2010 —, e Paulo César Barros. Em pouco tempo, eles passariam a tocar em bailes, ganhando experiência e repertório. Quando Ed abandonou a banda para seguir carreira solo, Erasmo Carlos o substitui e integrou brevemente o conjunto.

Na década de 1960, o grupo se destacou como um dos grandes expoentes da Jovem Guarda, incluindo apresentações no programa homônimo da TV Record. Compositor e instrumentista talentoso, Renato logo se tornou um requisitado músico de estúdio, acompanhado por sua banda, e passou a ser gravado por diversos artistas do movimento.

Entre seus principais êxitos estão composições registradas por nomes como Roberto Carlos (“Não há dinheiro no mundo que pague” e “Você não serve pra mim”), Wanderléa (“Tudo morreu quando perdi você”) e Jerry Adriani (“Devo tudo a você”). Outros sucessos foram “Menina linda” e “Feche os olhos”, versões suas para “I should’ve known better” e “All my loving”, dos Beatles. Do mesmo período, “Devolva-me”, parceria sua com Lilian Knapp, voltaria às paradas de sucesso no ano 2000 por Adriana Calcanhotto, em versão lançada no disco ao vivo “Público”.

Lollapalooza virtual

Transmissões vão acontecer desta quinta (30) a até domingo (2). Festival foi cancelado nos EUA por conta da pandemia; evento presencial no Brasil está previsto para dezembro.

 Lollapalooza não vai acontecer neste ano nos Estados Unidos, mas o festival vai fazer uma edição virtual e anunciou a programação nesta segunda (27).

Paul McCartney, Imagine Dragons, Tyler, the Creator e H.E.R estão entre os artistas que farão parte das transmissões entre esta quinta-feira (30) e o domingo (2 de agosto).Não ficou claro se os artistas vão se apresentar ao vivo ou se vão enviar vídeos gravados com suas músicas. A transmissão vai ser feita pelo canal do festival no YouTube.Embora a edição americana tenha sido cancelada, o evento no Brasil foi adiado para dezembro e segue confirmado.

Eventos setor atingido

Empresários do ramo de eventos estão todos sem saber o que fazer. Como a reunião de pessoas para lazer está descartada pelos próximos meses, os empresários do setor não sabem mais que diretrizes tomar.                                                                            As formaturas que eram um grande filão estão fora de serem liberadas nos próximos meses.Se tudo voltar ao normal, talvez em dezembro o setor possa voltar próximo do que era. Mas até lá como sobreviver ? Como pagar os salários dos funcionários parados ? Empresários ainda com bom humor postaram a foto abaixo para ilustrar  o setor em tempos de pandemia.

Pior impossível

Se já estava difícil para o setor de eventos, imagina depois do ciclone.O ciclone que atingiu Santa Catarina causou estragos no Green Valley, em Camboriú. A estrutura da tenda foi derrubada pelo vento. A casa ainda não informou sobre o prejuízo causado pelo temporal, mas os estragos levaram a uma corrente de solidariedade nas redes sociais.

Figuras importantes na cena eletrônica, como o DJ Vintage Culture, enviaram mensagens e se colocaram à disposição para a retomada do club, que é considerado o melhor do mundo

Como esse ano tá sendo difícil, um dia dia triste pra muita gente, especialmente aqui do meu lado um dia triste pra cena eletrônica, esse clube foi e é uma lenda, talvez nem existisse Vintage Culture se não houvesse @greenvalleybr, só sei que subimos juntos e eu vou querer estar e ser o primeiro a subir nesse palco de novo, pra levantar esse clube mais uma vez”, publicou o DJ.

Outros DJs também já se manifestaram, como Ashibah, Liu, Leuzz, Radiomatik, entre outros.

Franklin Bar no Spotify

 

Fechado desde o começo da pandemia, o Franklin Bar, o charmoso bar do Centro Histórico de Florianópolis, disponibilizou numa plataforma streaming de música cinco trilhas sonoras exclusivas para começar a matar um pouco das saudades do bar. Com curadoria da designer Graziella Carrara, as playlists estão disponíveis no Spotify, e cada uma leva o nome de um dia da semana que o bar funciona.

E essa é uma ação em comemoração ao aniversário do 1º ano do Franklin Bar, que será comemorado na sexta-feira, dia 19 de junho. E nesta quinta, dia 18, de maneira soft opening e seguindo todos os protocolos de segurança, o bar vai reabrir e atender, num primeiro momento apenas com reservas

Onde canta o sabiá

Depois de 55 anos, o comunicador Servilho Ferreira pediu demissão  da Rádio Clube de Lages. Por décadas fazia o programa “Onde Canta o Sabiá”.

Mais antigo hoje na rádio , só mesmo o Maneca – Manuel Corrêa que continua sendo a relíquia da Rádio Clube.

Servilho é natural do interior de São Paulo e veio para Lages para jogar no Internacional e por aqui se casou e acabou ficando. Desde esta época passou a trabalhar na Clube.