Carnaval eletrônico

O Green Valley abrirá as portas no sábado (22/02) e segunda-feira (24/02). Nomes de destaque na cena nacional e internacional prometem embalar os greenlovers durante as duas noites de folia. O brasileiro Lukas Ruiz Hespanhol, conhecido conhecido como Vintage Culture; o projeto italiano Meduza, que toca pela primeira vez no Club; o alemão Claptone e o brasileiro Pedro Mendes, responsável por Illusionize, são os destaques das respectivas noites. 

O talentoso e autodidata Vintage Culture estrela a noite de segunda-feira de Carnaval como headliner. Com ares de superstar, o nome por trás dos hits como “I Will Find”, “Cante por nós” e “In the dark”.

Quem curte música eletrônica com certeza conhece alguns dos sucessos de Meduza, que está concorrendo ao Grammy na categoria Dance Music, como a música do ano. “Piece Of Your Heart”, que já passou dos 300 milhões de plays no Spotify e 40 milhões de views no YouTube, tem grandes chances de levar o prêmio. “Lose Control”, que também aparece entre as mais tocadas do projeto. Vivendo um dos melhores momentos da carreira, já que está conhecido mundialmente, ele fará sua estreia no Club número 1 do mundo.

Outro nome que é bem conhecido entre os greenlovers e já protagonizou noites inesquecíveis no Litoral Norte de Santa Catarina é o mascarado Claptone. Com figurino ímpar, com mangas longas, luvas brancas e máscara dourada icônica, o DJ e produtor que mantém o rosto anônimo é responsável por produções famosas como “No Eyes” e “Heartbeat”.

Seguindo o refresh de verão proporcionado pelo Green Valley durante a temporada de 2020, Illusionize traz sua bagagem que só melhora com turnês ao redor do globo para o Main Stage. “Down”, “This is my flow” e “Wohoo” estão entre as tracks mais queridas pelo público, que sempre vibra quando Claptone surge atrás das pick ups. 

Esse é o time de craques que farão do Carnaval eletrônico do Green Valley. Os greenlovers, além de curtir música de qualidade, poderão desfrutar de um cenário de cinema, com estrutura digna de espetáculos e muita vibe boa.

O pop venceu

Pelos menos nas rádios de Lages o pop desbancou o sertanejo. Com a migração do AM para o FM muitas rádios mudaram a programação . A 101 manteve o pop adulto. A Udesc FM mantém o rock/pop. Já a Menina FM migrou para Mix trocando para o pop também. A maior surpresa foi a Transamérica que mudou do sertanejo para o pop. No sertanejo ficou a Clube/Massa e a Band. O placar tá 4 X 3 pro bom gosto.

Retrospectiva

O aplicativo  Spotify divulgou a famosa retrospectiva musical para que cada um possa conferir os sons com maior número de plays.

A novidade em 2019 é a divulgação das estatísticas para a década. Já que este ano encerra um período de dez anos, o Spotify divulgou a lista com as músicas mais escutadas em cada ano pelos usuários. As músicas ainda são separadas conforme a estação do ano.

Na retorspectiva, o app mostra informações como a quantidade de minutos de músicas ouvidos no ano, a música mais tocada, o artista do ano, além do gênero favorito de casa usuário                                                                                                             .Durante a experiência de divulgação dos dados, o Spotify ainda cria uma playlist especial para os usuários. As músicas com maior número de reproduções estão na seleção criada pelo aplicativo.

Fora da elite do futebol

Com o rebaixamento da Chapecoense à Série B confirmado nesta quarta-feira, Santa Catarina não terá nenhum representante na primeira divisão em 2020. Isso não acontecia desde 2001, último ano que o estado não teve ninguém na Série A.

Em 2019, Santa Catarina foi representada por Avaí e Chapecoense, mas ambos sucumbiram antes da partida final. O Leão da Ilha caiu na 33ª rodada, ao empatar com o Cruzeiro. A Chape foi rebaixada ao perder para o Botafogo.

CATARINENSES NA ELITE

Ano Times
2002 Figueirense
2003 Criciúma e Figueirense
2004 Criciúma e Figueirense
2005 Figueirense
2006 Figueirense
2007 Figueirense
2008 Figueirense
2009 Avaí
2010 Avaí
2011 Avaí e Figueirense
2012 Figueirense
2013 Criciúma
2014 Chapecoense, Criciúma, Figueirense
2015 Avaí, Chapecoense, Joinville, Figueirense
2016 Chapecoense e Figueirense
2017 Avaí e Chapecoense
2018 Chapecoense
2019 Avaí e Chapecoense