Complicou geral

A suspeita de irregularidades na compra de 200 respiradores por R$ 33 milhões pelo governo do Estado teve reações na Assembleia Legislativa de SC (Alesc). Nessa quarta, os parlamentares aprovaram um pedido de afastamento do secretário de Saúde, Helton Zeferino, e a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o caso.

Após ação do legislativo, a Justiça determinou o bloqueio deste valor da conta da empresa Veigamed Material Médico, que foi paga antecipadamente pelo Governo catarinense. Para os deputados ouvidos pela CBN Diário, embora a investigação seja necessária, o desafio é manter o foco no combate ao coronavírus.                                                      As suspeitas na compra dos respiradores vieram à tona na terça-feira (28), após reportagem do site The Intercept Brasil.

A determinação da Justiça para o bloqueio de R$ 33 milhões da conta da empresa Veigamed Material Médico, contratada entrega de 200 respiradores ocorre após uma ação popular aberta pelo deputado Bruno Souza (Novo).

– Quando soubemos e tivemos acesso à denúncia, fomos atrás pra confirmar se tudo era verdadeiro e pra nossa surpresa sim, é verdadeiro. Por isso, pedimos o bloqueio (da conta) em uma ação popular, porque ficou claro ali que o Estado provavelmente não vai receber os respiradores – afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.