Das negativas municipais.

Atual administração municipal está colhendo o veneno que plantou. No final do ano passado (2012), a administração anterior tentou aprovar na Câmara de Vereadores, projeto que parcelava os débitos para com a Previdência do recolhimento dos servidores municipais através do LagesPrevi. A história ainda é recente e fácil de lembrar, a oposição  na época em maioria escamoteou e não aprovou, tentando prejudicar o fechamento das contas da administração que estava prestes a sair. Resultado: hoje não pode receber recursos federais, embora já em fevereiro tenha aprovado o mesmo parcelamento que tinha se negado a aprovar em Dezembro. Quanto as negativas estaduais junto ao Tribunal de Contas é fácil de resolver. Como a administração anterior tinha um convênio junto ao Tribunal de Contas de parcelar os precatórios fazendo um depósito fixo todo mês, é só conversar junto ao Tribunal e refazer o convênio que já existia.  Automaticamente a certidão negativa será liberada.

Publicado em Economia por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.