Do direito de assistir.

Fundação Municipal de Esportes corre contra o tempo para fazer os ajustes pedidos pela FCF, e que não foram feitos, para que o Inter possa jogar em casa (Tio Vida), no próximo domingo dia 27. Caso o estádio não seja liberado, minha sugestão é para que os torcedores que já adquiriram o ingresso, procurem um bom advogado e entrem com uma ação para exercer seus direitos, previstos no Código do Torcedor. Lembram da interdição dos jogos do Corinthians na Libertadores ? A Commenbol proibiu a entrada da torcida, mas um advogado conseguiu a liberação de quatro torcedores que ajuizaram uma ação judicial. Com um bom advogado e uma ação coletiva, poderia ser derrubada esta absurda pretensão de um representante do Ministério Público.

Publicado em esporte por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.