Drogas e homicídios

A Divisão de Investigação Criminal de Lages DIC, esclarece homicídios ocorridos na cidade, concluindo os inquéritos policiais respectivos com indiciamentos e prisões dos autores. Vale ressaltar que todos os indiciados que tiveram as prisões preventivas representadas encontram-se presos. Outro ponto  é que em todos os homicídios as armas de fogo utilizadas nos delitos foram localizadas e apreendidas.

1° Caso:  Inquérito policial 001/2016, no dia 05/01/2016, as 03h00, no bairro Morro Grande, as vítimas GRAZIELE DE JESUS MACEDO e LEANDRO ALVES DOS SANTOS, os quais eram marido e mulher, foram encontrados mortos, dentro do veículo deles, por disparo de arma de fogo. Apurou-se que as vítimas tinham envolvimento com o tráfico de drogas e o crime foi motivado por uma divida de entorpecentes que os autores havia com as vítimas. Foram identificados os autores do crime, sendo ODINEI GORETHE CRISTALINO, vulgo Liberdade e ITAMAR FIGUEIREDO RODRIGUES, vulgo Monstrão, os quais foram indiciados pelos artigos. 121, §2º, inciso I e IV c/c art. 69, ambos, do CP e Art. 1°, inciso I da Lei 8.072/90 e tiveram as prisões preventivas representadas pela Autoridade Policial.

2° Caso: Inquérito Policial 002/2016, no dia 07/01/2016, por volta das 06h00, o adolescente LUIZ FERNANDO DA SILVA (14 anos) foi encontrado morto, numa propriedade rural, no alto do bairro Morro Grande, por disparo de arma de fogo. Apurou-se que a vítima foi morta pelo adolescente ALISSON ALAN PEREIRA e o crime foi motivado por vingança. Pessoas ligadas ao grupo PGC (Primeiro Grupo Catarinense) decretaram a morte da vítima, em virtude de sua proximidade com pessoas do grupo rival, qual seja, PCC (Primeiro Comando da Capital). Além do adolescente investigado, apurou-se a participação de mais 3 (três) pessoas, as quais foram indiciadas pelos crimes previstos nos Art. 121, §2º, inciso II e IV do CP c/c Art. 1°, inciso I da Lei 8.072/90, Art. 2°, §2°, §3° e §4°, inciso I da Lei 12.850/13 e Art. 33, Art. 35 e Art. 40, incisos III, IV e VI da Lei 11.343/06 e todos esses 3 (três) indiciados tiveram suas prisões preventivas representadas pela Autoridade Policial.

3° Caso: Inquérito Policial 006/2016, no dia 17/01/2016, por volta das 16h50min, na rua Campos Sales, n° 1588, bairro Gethal, Lages/SC, a vítima PHILIPI CORDOVA ABREU foi alvejada por 6 (seis) disparos de arma de fogo. Apurou-se que a vítima tinha envolvimento com o tráfico de drogas e em virtude de dividas de drogas foi vítima do crime. A vítima não foi a óbito e após sua recuperação  colaborou de forma a ajudar na identificação do autor do crime como sendo o investigado EVANDRO VALMIR SOUZA DE LIMA, vulgo LURI, o qual foi indiciado pelos crimes previstos nos Art. 121, §2º, inciso I c/c Art. 14, II, ambos, do CP c/c Art. 1°, inciso I da Lei 8.072/90 e Art. 16, parágrafo único, inciso IV da Lei 10.826/03 (Estatuto do desarmamento). O indiciado teve a prisão preventiva representada pela Autoridade Policial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.