E a barca engordou.

Dia dois de julho, segundo o calendário eleitoral, marcou o prazo final para transferência, remoção, demissão ou contratação de servidores, pelas prefeituras.  Em época de crise, com os executivos municipais apertando o cinto, não concedendo reajustes para seus servidores, e fazendo o possível para pagar as contas, esperava-se , que novos contratados não fossem admitidos. E isto não aconteceu em Lages. Por informações de profissionais que trabalham no setor de admissão, quase 100 novos servidores foram admitidos, como contratados ou comissionados. Realmente é muita gente, a barca engordou ainda mais.barco a deriva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.