Festa do Pinhão no Cacau.

Deu na coluna do Cacau no DC: ” Julgando recurso oriundo de Ação Popular proposta por Danilo Silva contra Esperidião Amin (governador), Raimundo Colombo (prefeito), Francisco Kuster (Celesc) e Enio Branco (Celesc), que questionava os patrocínios concedidos pela Celesc em 2001 à 13 Festa do Pinhão e ao 1 Festival Catarinense de Música Nativa, o Grupo de Câmaras de  Direito Público do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, por unanimidade, acolheu a tese de que não houve irregularidade no repasse das verbas”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.