Ficha limpa x ficha suja.

Juiz eleitoral Marcelo Kras Borges, do TRE-SC, indeferiu pedido de liminar requerido pelo candidato Dário Berger, do PMDB, contra comercial do candidato Paulo Bornhausen, do PSB, em que faz comparações e afirma que o ex-prefeito teve bens indisponíveis e responde a ações n Justiça.
Berger considerou a propaganda de “conteúdo degradante, agressivo e ofensivo”.
O relator entendeu que os fatos mencionados por Bornhausen são reais e não ferem a lei eleitoral.
A decisão foi tomada na noite de ontem, e os comerciais continuam veiculando.

Publicado em Política por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.