Fotógrafo dedo duro quase apanha.

O que leva uma pessoa que se diz ser fotógrafo,  sem vínculo algum com qualquer órgão de imprensa a fotografar uma assembléia de servidores ? A resposta só pode ser uma : levar a imagem dos servidores presentes para seu chefe superior para posterior ameaça aos presentes. Ao ser denunciado pelo vereador Adilson Apolinário (PSD) na recente assembléia dos servidores municipais, tal fotógrafo teve que sair de fininho para não levar uns tapas. Em tempo: o Simproel faz sua assembléia na próxima segunda-feira, os professores estaduais vão receber entre 8% a 15 % de aumento. Será que o rapaz aparece para fotografar novamente?

Vereador Apolinário denuncia dedo duro

Vereador Apolinário denuncia dedo duro

Publicado em Geral por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

5 pensou em “Fotógrafo dedo duro quase apanha.

  1. O diabo sabe pra quem aparece Sr. Marques, gostaria muito que estes bostas da fotografia, fizessem isso comigo, a mais eu queria…!!!

  2. Que baixaria sr.lino, com certeza deve ser amiguinho do suposto fotógrafo ou amiguinho do sr. elizeu, mais deixar recado é facil, se o sr. é tão “macho” assim, os Srs. da foto o sr. sabe ondem se encontram vai la e diz isso pra eles o nervosinho.

  3. A liberdade de imprensa existe há muito tempo e todos nós, assim como você, sempre soube disso. A questão de um fotógrafo estar presente no ato da assembléia dos professores nada mais é do que, a “liberdade de imprensa”. Ou então, temos de proibir repórteres e fotógrafos em alguns atos municipais, estaduais e federais. Não podemos pegar por causa própria, o fato do remorso ou da infelicidade de estar fora do poder. O poder é como um vinho, gostoso e embriagante.
    Todos temos a liberdade de ir e vir. Ou então, vale um questionamento: Porque vereadores da oposição estavam presente na Assembléia, quando se discutia (ao menos era o propósito) os problemas de contratos, projetos, recursos deixados pela administração passada na Avenida Duque de Caxias?
    Os nobres deveriam estar juntos “nessa” e levar ao Prefeito, sugestões para que uma solução fosse encontrada. Não, estão trabalhando ao contrário, e muito além do discurso que pregavam: “Vamos ajudar… Vamos fiscalizar”.
    Temos de ficar marcado por nossos próprios pensamentos, nossas próprias decisões. Não podemos servir de “baca alugada”.
    Este comentário poderá até não ser publicado, mas serve para uma reflexão.
    O jornalismo, a comunicação, a imprensa, o repórter, o fotógrafo… Todos possuem a liberdade de ir e vir.
    Um forte abraço.

  4. Sou muito amigo sim do Sr Eliseu Sr. Marques ou Sr Anderson se assim for seu nome….!!! Nao sei onde encontro estes safados, e nem quero saber, pois fiz apenas um comentario do q poderia aconteser, mas deixo convite para você, seu bosta, você deve saber onde me encontra… Vamos convercar…..!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.