Gaeco na prefeitura, de novo.

gaeco

Na manhã desta terça-feira (03), o Gaeco deflagrou a operação batizada “Entrevero” dando cumprimento a mandados de busca e apreensão nos municípios de Lages, Chapecó, São Miguel do Oeste e Florianópolis.

O Gaeco de Lages investiga supostos crimes contra a administração pública, associação criminosa e fraude no processo licitatório que outorgou a concessão para realizar, organizar e explorar a Festa Nacional do Pinhão no município de Lages/SC. A operação teve desdobramentos ainda na cidade de Novo Hamburgo/RS, sede da Gaby Produções Ltda., empresa licitante que se sagrou vencedora do certame sob suspeita.

A trama investigada perpassa pelo conluio e ações previamente ajustadas entre empresas do ramo de eventos e de publicidade, com destaque para a GDO Produções Ltda. Para driblar a proibição de contratar com o poder público, as investigadas utilizaram empresa de fachada a fim de dar aparência de legalidade ao processo licitatório, passando a operar de forma colaborativa entre si.

Ao todo, foram expedidos pela Justiça de Santa Catarina onze mandados de busca e apreensão, que estão sendo cumpridos em empresas, órgãos públicos e residências pelos policiais dos GAECOS de Lages, Capital, Itajaí, Chapecó e Criciúma, com o apoio, ainda, do GAECO de Porto Alegre e do Instituto Geral de Perícias (IGP).

O nome da operação teve inspiração no prato típico da gastronomia serrana – o entrevero – servido na Festa Nacional do Pinhão que retrata a confusão de empresas que exploraram de forma ilegítima o citado evento. (Fonte Ministério Público).

Publicado em Festa do Pinhão por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

2 pensou em “Gaeco na prefeitura, de novo.

  1. O GAECO deveria ter uma sala na prefeitura pois ta todo dia lá investigando as falcatruas dessa desadministração.

  2. todo o governo municipal de Lages deveria ser destituído, pois a corrupção na está só nestas duas investigações, investiguem a compra de telhas, na chuva de granizo ocorrida em 2014 teve desvio escancarado .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.