Lá não pode aqui pode.

Ex-secretário de Floripa foi condenado pela Justiça a quatro anos de detenção, pena que foi substituída pela prestação de serviços à comunidade, mais multa. O motivo do crime foi o de dispensar a licitação para contratar serviços públicos. Além da ação  penal, a promotoria de Justiça  ajuizou uma ação por ato de improbidade administrativa,  porque o então secretário autorizou empresas que prestavam serviços ao município a continuidade sem a necessidade de um novo processo licitatório. Isto vem acontecendo com frequência também aqui em Lages. Cito dois exemplos : empresa que presta serviços para a Semasa, e empresa que presta serviços de publicidade, para não falar dos outros muitos…… E depois não vai dizer que não foram avisados.

Publicado em Direito por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.