MDB mais uma

Deu na coluna do Moacir hoje no DC:

Carente de lideranças estaduais que marcaram sua projeção e seu prestígio político e eleitoral nas últimas décadas, o MDB de Santa Catarina acaba de sofrer um novo revés com a decisão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça (TJ-SC), condenando o deputado Romildo Titon a 10 anos de prisão, acusado de corrupção passiva na Operação Fundo do Poço.

O partido já se ressente de lideranças municipais importantes, que cancelaram filiação nos últimos meses no Estado. Está se revelando o maior apoiador do governo Carlos Moisés da Silva na Assembleia Legislativa e já se considera pacífico que o novo líder governista será o deputado Luiz Fernando Vampiro, líder do MDB no legislativo.

A situação do deputado Romildo Titon reflete diretamente no MDB por sua destacada atuação na Assembleia Legislativa. Foi presidente do Poder, afastado por determinação da Justiça exatamente pelas acusações sobre a Operação Fundo do Poço e, atualmente, é o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante do parlamento.

No mesmo julgamento, o empresário Luciano Dal Pizzol, proprietário de Águas Poços Artesianos, foi condenado a 17 anos de reclusão. Da decisão cabe recurso ao Superior Tribunal de Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.