Mudanças na saúde.

Pressão, teria sido o principal motivo da saída da médica Cristina Subtil, da Secretaria  Municipal de Saúde. Pressão principalmente no atraso do pagamento aos credores da secretaria, como clínicas e laboratórios. Para se ter uma ideia da situação, a Secretaria Estadual da Saúde, deve notificar esta semana a prefeitura de Lages, pelo não repasse de RS. 2,7 milhões da Rede Cegonha, que já foi depositado pelo Governo Federal no ano passado, mas que até agora não chegou na rede pública de saúde. O nome mais forte para ocupar a pasta, é o da enfermeira Ivone Zamban Koeche, que já foi diretora do HMTR.

Cristina Subtil (foto Barão)

Cristina Subtil (foto Barão)

 

Publicado em saúde por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.