Na Câmara.

Vereador Luiz Marin (PP), que abriu mão de ser candidato a deputado federal, abriu mão de ser candidato a vice-prefeito, em nome do consenso, ontem abriu mão de ser candidato a presidência da Câmara, e permitiu a formação de uma chapa eclética, e aprovada por unanimidade, diferente do que aconteceu quatro anos atrás. Pelo acordo, o PSD fica com dois anos e o PP com dois.                                                         Vereadora Aidamar, deve fazer várias mudanças, a começar pela escolha da Agência de Publicidade que hoje é credenciada, mas que ninguém sabe ao certo de quem é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.