Numerologia política.

A vida volta e meia nos prega algumas peças. É o caso do senador Luiz Henrique da Silveira, morto neste domingo. LHS foi um dos grandes líderes do PMDB e, durante toda a sua pregação política, fazia questão de ressaltar o número do partido, o 15. Esse número sempre o colocava em contraposição ao número 11, do Partido Progressista, seu maior adversário político .                                                                                     Em seus discursos, sempre encontrava uma forma de encaixar o número 15 – às vezes até forçando a barra – mas o 15 sempre estava presente.                                         Luiz Henrique morreu no domingo, 10 de maio e, segundo sua assessoria, coincidentemente às 15 horas e 15 minutos (15:15).                                                                 Nada poderia ser mais perfeito do que esta coincidência na vida do homem que colocou o número 15 no topo da vida partidária de Santa Catarina.                                    Só que a vida tem lá suas pegadinhas: LHS morreu às 15:15h, mas foi enterrado no dia 11.          (publicado no Cangablog)                      15 e 11                                     

Publicado em Política por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.