Números não eram verdadeiros.

                                     Informam os colegas jornalistas que acompanharam ontem na Fundação Cultural de Lages, a coletiva que a Gaby Produções fez sobre o credenciamento e tratamento e condições de trabalho para a imprensa, durante a Festa do Pinhão. Questionada a assessoria de comunicação da Prefeitura se os números diários de acesso ao parque seriam fornecidos este ano, o jornalista Ricardo Córdova (FCL), pediu um aparte para dizer que os números fornecidos no ano passado não eram verdadeiros.  Nunca fui a favor da divulgação destes números, porque acredito que a festa não é uma maratona, mas desde que se proponha a divulgá-los, que sejam verídicos. Se alguém mentiu, que seja divulgado o nome do cidadão (a) sob pena de não se confiar mais na comunicação da prefeitura.

Publicado em Festa do Pinhão por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

2 pensou em “Números não eram verdadeiros.

  1. Só uma pergunta. O quê essa administração faz que é verdade? Há não ser aumentar a aguá, o Iptu, o estacionamento rotativo, dispensas de licitações indecorosas, horas extras sem existirem, vender a festa, manquear público e balanço da festa passada, contratações ilegais e nepotismo.

  2. O Paulo, sou funcionário, e vai ser a primeira festa que não vou receber ingresso. Essa é a mudança que ele prometeu. Trata nós os funcs efetivos como lixo.
    Me aguarde.!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.