Para não esquecer, jamais.

governo do Estado ainda não tem posição sobre o que fazer diante da decisão do Supremo Tribunal Federal que reduziu de 10 para cinco anos o prazo para que os órgãos públicos quitem os precatórios que devem. Em Santa Catarina, a conta está em R$ 1,51 bilhões. Devem voltar para a mesa as propostas de tentar federalizar as dívidas derivadas da emissão de Letras no governo Paulo Afonso (PMDB), responsáveis por pelo menos R$ 1 bilhão desse valor. (Upiara Boschi).

Publicado em Política por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.