PP vai brigar na justiça.

Partido com o maior número de políticos investigados no esquema de corrupção da Petrobrás, o PP (partido progressista), pode enfrentar uma briga na Justiça, pelo comando da sigla.                                                                                                                     Deputados avaliam questionar decisão da atual cúpula do diretório nacional que prorrogou por mais seis meses seu atual mandato, adiando a realização de convenção partidária para tratar da executiva nacional.                                                                Entre os congressistas que estudam tentar derrubar o mandato esticado estão os deputados  Paulo Maluf e Esperidião Amin. Uma reunião na próxima terça-feira (7),  deve fechar questão.                                                                                                             “A prorrogação de qualquer mandato é um absurdo na ordem vigente. É uma coisa inconstitucional e inadmissível. Então, estamos avaliando e vamos decidir na terça ” , falou Amin.amin renato e joao

 

Publicado em Política por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.