Prefeito do PMDB condenado.

Dário Berger (PMDB), hoje senador, foi condenado por improbidade administrativa pela Justiça por um caso ocorrido em 2010, quando ele era prefeito de Floripa.

De acordo com a denúncia, um carro do Instituto de Planejamento Urbano  (Ipuf) que ficava à disposição dele foi parado pela polícia. No veículo foram encontradas propagandas eleitorais. A decisão da Justiça foi publicada em 2 de maio.

Segundo a denúncia do Ministério Público  (MPSC), em setembro de 2010 o motorista do carro, que já morreu, foi preso em flagrante por policiais rodoviários federais. O veículo tinha placas frias e levava R$ 1.850 em dinheiro, em notas de R$ 20 e uma de R$ 10, e material de propaganda de candidatos a cargos estaduais e federais.

No automóvel, estava o então ajudante de ordens do prefeito, o segundo réu do processo. Na denúncia, o MPSC entendeu que houve uso de bem público para fins políticos e que o dinheiro encontrado era indicativo de compra de votos. Na decisão, o juiz da Vara da Fazenda Pública, aplicou multa de 20 vezes o valor da remuneração recebida na época pelo prefeito e pelo ajudante de ordensPlenário do Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.