Professores em estado de greve.

Reunidos ontem a noite em assembléia, os professores municipais resolveram não aceitar o reajuste proposto pela prefeitura, e permanecer em estado de greve, até a próxima sexta-feira. O problema não é o aumento proposto agora mas sim a defasagem pelo abono concedido no ano passado. Os professores querem recompor os salários que ficaram corroídos pelo abono e a inflação do período.

(Foto Bigua)

(Foto Bigua)

Publicado em educação por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.