Propina na Festa do Pinhão.

Prefeito Elizeu Mattos e o vice Toni Duarte (CCO), sempre deixaram bem claro que no primeiro ano de gestão de ambos, a Festa Nacional do Pinhão, não teria a cara deles. Citaram vários motivos para tal, alegando inclusive que o tempo seria curto para organizar a festa, isto se tomarmos a eleição em outubro, e a festa em maio (quase sete meses). Pois agora, a Prefeitura está anunciando um novo modelo para a festa, quando através de um processo de licitação, será escolhida uma empresa para tocar a festa, numa espécie de parceria público/privada (não entendi bem ainda), nos moldes de Chapecó, onde lá a GDO, empresa que era parceira em Lages, toca a festa, e sem um prejuízo ( investimento) de quase RS 3 milhões de reais. Tudo bem, vamos esperar o resultado, que esperamos, seja positivo para a cidade.                                                             O que chama a atenção agora, é que ao explicar o novo modelo para a jornalista Olivetti Salmoria (blog/jornal), o prefeito afirma que: “com essa medida o livra de uma coisa que muito lhe assusta, que é a possibilidade de corrupção e de desvios “( jornalista) e “com isso acaba-se com a propina” (prefeito).                                                                                                  Como o Prefeito participou da gestão da festa no ano passado (2013), fica a pergunta ? Se vai acabar a propina, ela existiu ano passado ? Se não foi na edição do ano passado, em que ano foi?                                                                                                                          Não cabe ao chefe do executivo de uma cidade grande como Lages, fazer insinuações. Se sabe de alguma coisa deve denunciá-las. Nós lageanos queremos saber o que está acontecendo, ou acontecia. Talvez os vereadores, entrem com pedido de informação,

elizeu propina_ ou talvez o Ministério Público, possa ajudar a desvendar o mistério. Vamos aguardar. (Foto/PML).

Publicado em Festa do Pinhão por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

5 pensou em “Propina na Festa do Pinhão.

  1. Nunca ví isso, prefeito assume publicamente que tem propina na sua administração ou a jornalista errou na frase? Caso seja isso mesmo, é lamentável!!!!

  2. De compra de vereador para ter a maioria na camarâ, mensalinho, dispensa de licitação e 1/3 essa desadministração entende bem.

  3. Essa de o Sr. prefeito admitir publicamente que existe propina na festa
    do pinhão é de doer na alma do Lageano. Propina + prejuízo = mais
    impostos para cobrir essa safadeza.

    Licitação todo ano, ganhou leva. Teve lucro paga mais no ano seguinte;
    teve prejuízo, cai fora e deixa gente competente para cuidar da festa.

    Simples.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.