Redução, agora passou.

 Enquanto no começo da madrugada de quarta-feira, o plenário da Câmara dos Deputados rejeitou a proposta que previa o julgamento pelo Código Penal de jovens de 16 e 17 anos acusados de crimes violentos, na madrugada desta quinta-feira, aprovou um texto semelhante, que também reduz a maioridade penal para 16 anos. A diferença é que, na nova emenda, o tráfico de drogas e o roubo qualificado foram excluídos da relação dos crimes que levaria o adolescente a ser enquadrado como um adulto. A emenda precisava de 308 votos favoráveis e recebeu 323. Também foram registrados 155 votos contrários e duas abstenções. O texto aprovado é uma emenda dos deputados Rogério Rosso (PSD-DF) e Andre Moura (PSC-SE), e ainda deve passar por segundo turno na Câmara, antes de ser votado no Senado.                                                                                                                                                              Durante a segunda votação para a redução da maioridade penal, 15 dos 16 deputados da bancada catarinense mantiveram seus votos. Apenas Celso Maldaner (PMDB) mudou sua posição. De contrário em um primeiro momento, o deputado votou a favor na madrugada desta quarta-feira.

Contra a redução da maioridade penal:Carmem Zanotto (PPS), Décio Lima (PT), Pedro Uczai (PT)

Publicado em Direito por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.