Sandália Da Humildade

vereadores de oposicão querem dialogar

vereadores de oposicão querem dialogar

Para quem lia as notícias sobre o relacionamento dos Executivos Municipais com as Câmaras de Vereadores, estranhava que em quase todas, os novos  Prefeitos foram no primeiro dia de trabalho dos novos vereadores ler suas mensagens e aprovar suas reformas pretendidas. Em Lages, terra do ex-deputado e líder na Assembléia, o relacionamento executivo/legislativo era o pior possível. Isto ocorria por vários motivos. O principal deles foi o fato de o executivo ter cooptado dois vereadores eleitos pela oposição. Pesou também o fato de o novo prefeito ter escolhido para seu líder na câmara, um suplente de vereador e que quando vereador na legislatura passada ter batido quase que diariamente na então situação, hoje oposição. Se tivesse escolhido um novo vereador a história teria sido outra. Some-se a isto o fato de o prefeito ter mandado uma reforma administrativa sem conversar com a oposição, pregou a redução de salários e aumentava, falou em redução de cargos, e também aumentava. Isto irritou os vereadores e acirrou os animos oposicionistas. E a reforma não foi aprovada. Na tarde desta terça-feira, o prefeito eleito fez o que deveria ter feito desde o início, convidou os vereadores de oposição para conversar. Todos querem o bem da cidade, mas ninguém mais admite posições ditatoriais de quem quer que seja. Ao usar argumentos de líder de bancada que era, talvez agora o prefeito Elizeu Mattos possa aprovar alguns pontos de sua pretendida reforma administrativa. Que este fato sirva de exemplo para os próximos passos.

Publicado em Sem categoria por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.