Saúde na UTI em Lages.

Para quem esperava que todos os problemas da área da saúde seriam resolvidos em três meses pela atual administração,saudeLages deve estar muito decepcionado. Promotor de Justiça Leonardo Fagotti Mori, que propôs a ACP – Ação Civil Pública para exigir que o município cumpra os atendimentos, aponta que chama atenção o aumento da demanda. Eram 3.333 pacientes em 2011.  E hoje este número  aumentou, chegando a 6.089 pessoas. “É fato que a fila de espera por atendimento médico especializado em Lages é enorme, cabendo ao Poder Público elaborar um plano de contingência para a redução urgente dessa demanda reprimida”, argumenta o promotor de justiça.

Publicado em saúde por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

1 pensou em “Saúde na UTI em Lages.

  1. Essa desadministração vai acabar vendendo a prefeitura tamanha é a desorganização e a falta de profissionalismo e seriedade com o dinheiro publico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.