Vou me embora para a pasárgada.

Como hoje é sexta feira e o frio vem chegando, faço meu os versos do poeta Manuel Bandeira, vou me embora para a Coxilha Rica, colher pinhão e andar pelos campos ainda verdejantes, na companhia dos amigos e do camargo quente. A noite a luz do fogo na

Coxilha Rica

Coxilha Rica

cozinha de chão e uma lizinha, porque ninguém é de ferro. Bom final de semana.

Coxilha Rica

Coxilha Rica

Publicado em Geral por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

2 pensou em “Vou me embora para a pasárgada.

  1. Mas foi passar mais frio home do ceu? Aqui na lajaica ja foi de bater os queixos dos gauderios rsrsrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.