Ainda sobre as pesquisas.

Deu no Prisco: ” O processo democrático, conquistado a duras penas e consolidado às custas de inúmeros sacrifícios da sociedade brasileira, está seriamente ameaçado. A combinação de pesquisas equivocadas e o engessamento dos candidatos a partir das estratégias dos marqueteiros, tem gerado distorções inaceitáveis no sistema eleitoral vigente. Ontem, os deputados Joares Ponticelli e Gilmar Knaesel apresentaram projeto de lei na Assembleia, proibindo a divulgação de consultas no território catarinense 30 dias antes dos pleitos.
Como a legislação hoje permite, o PT, por exemplo, “desconstruiu” Marina Silva com uma campanha que envergonha o país e na outra ponta, surfou em números eleitorais descolocados da realidade. Para ficar em apenas um exemplo, houve um instituto que colocou Aécio Neves em Santa Catarina com 26% das intenções de voto a 24 horas das eleições. O resultado nas urnas mostrou o concorrente tucano com mais do que o dobro dos sufrágios (52,89%)”.                                                                                                               Em Lages, uma pesquisa publicada poucos dias antes da eleição “desconstruiu”, um candidato a deputado estadual, e errou feio nos números de Aécio Neves.

Publicado em Política por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.