Amador futebol clube.

O Internacional de Lages disputou a terceira divisão no ano passado, sem problema algum com relação ao estádio municipal Vidal Ramos Jr. Como o time se credenciou para disputar a segunda divisão, deve ter recebido da Federação Catarinense de Futebol, normas que estabelecem regras de segurança relativas aos estádios, e que devem ter sido repassadas para a FME, que cuida de nosso estádio municipal. Pois para surpresa de todos, ficamos sabendo hoje, de que o estádio Tio Vida, não pode receber o primeiro jogo do Inter em casa, dia 27 de julho, por não apresentar os requisitos básicos exigidos pelo Ministério Público. Chega-se ao ridículo de se sugerir que o Prefeito Municipal peça ” uma forcinha”, ao Procurador do MP, para liberar o estádio. Chamo isto de amador futebol clube. Como a FME trocou o gramado, deveria ter em mãos todas as exigências para a liberação do estádio. Porque não tomou as providências aí é outra coisa. Como diria o saudoso Camargo Filho ” uma cosa é uma cosa, e outra cosa é outra cosa” . Quem sai perdendo é sempre o coitado do torcedor. Como o Inter joga a primeira fora, imagine ter de jogar a segunda partida também.

Publicado em esporte por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.