As manifestações e a vaia de Brasília.

As manifestações de rua da semana passada tiveram o gran finale no sábado em Brasília, com a estrondosa vaia para a presidenta Dilma. Só um cego não vê que muito mais do que um simples aumento de passagens, o significado do protesto vai mais além. O povo está cansado de conchavos entre governantes e empresas privadas,  brada uma manifestante. A inflação está em alta. Há um aumento generalizado. Os reajustes no setor de serviços mantêm-se acima de 8% ao ano. É um quadro grave, brada um economista. No nosso supermercado o kg do tomate é de RS 8,00, do pimentão 16,00 e o pinhão está a RS 7,00. E os governos fazem o que ? Compram a mídia vendida para dizer que tudo está bem. Semana passada imediatamente após a divulgação de pesquisa que mostrava a queda da popularidade do governo do PT, nossa presidenta anunciou uma verba de RS 5 mil reais para a compra de móveis dos inscritos no programa minha casa, e assim vai ser até as eleições. É claro que existem baderneiros no meio, e partidos políticos radicais, mas estes são minorias. Pesquise nas redes sociais em Lages, e vai ver que nossos jovens que em sua grande maioria votaram no candidato mais jovem na última eleição para prefeito, já estão desencantados com os modos do jovem senhor, que prometeu prometeu e ainda não conseguiu cumprir nada, além de aparecer mais na mídia do que um astro global. A insatisfação já é visível. A vaia de Brasília contra a presidenta foi feita por pessoas da classe média, com alto grau de escolaridade. E a pressão só tende a aumentar e se espalhar. Em tempo: manifestação em Lages, na próxima quinta dia 20 de junho com saída às 17:30 da praça da catedral.

Foto tirada em SP

Foto tirada em SP

Publicado em Política por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.