Crimes nas redes sociais.

Deu no blog do cacau /dc: Cacau já havia comentado que era preciso que as autoridades demonstrassem que as redes sociais, ao contrário do que muitos pensam,
não pode ser usada para agressões que configuram crime. Pois o presidente da OAB Nacional, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, abriu
representação criminal contra duas internautas, uma do Facebook e outra do Twitter, que realizaram ataques de cunho discriminatório. A Polícia Federal vai entrar em ação e o caso deve ser encaminhado para o Ministério Público para a avaliação do ajuizamento da competente ação penal. Regina Zouki Pimenta e Amanda Regis são acusadas de incitar o ódio e praticar racismo. Se o Ministério Público considerar que houve a prática dos crimes, após a investigação da Polícia Federal, os dois
casos servirão de exemplo para outras ações e processos judiciais.

Regina Pimenta, além de vários xingamentos, disse que desejava do fundo do coração aos cariocas, nordestinos e baianos que fossem tomados pela desnutrição, “que seus bebês nasçam acéfalos, que suas crianças tenham doenças que os médicos cubanos não consigam tratar, que o Ebola chegue ao Brasil pelo Nordeste e que mate a todos!”. Amanda Reis publicou: “Esses nordestinos pardos, bugres, índios acham que têm moral, cambada de feios. Não é a toa que não gosto desse tipo de raça”.

Elas e outros que escrevem agressões semelhantes aprenderão que a democracia tem regras de convivência social e a liberdade de expressão tem limites.

Publicado em educação por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.