Fusão PPS/PMN na lista de espera.

É isto mesmo, pois ambos partidos que queriam fazer uma fusão, estão agora aguardando uma resposta de uma consulta ao TSE. Diferente da criação de um novo partido, como foi com o PSD quando políticos de outras agremiações puderam aderir ao novo partido, nesta fusão não poderiam ocorrer a adesão de novas filiações mas somente de quem era filiado ao PPS ou ao PMN. Aqui em Lages, por exemplo o Marcius Machado (PPS), ou ficaria na fusão o MD33,  ou poderia optar em ficar sem partido até outubro quando poderia se filiar a um novo partido (PR), para ser candidato a deputado estadual. Já o Felício (PP), não poderia se filiar neste MD33, porque não seria um novo partido. Poderia ser punido pela regra da fidelidade partidária. Portanto a consulta ao Tribunal Superior Eleitoral é que vai definir o futuro de muito político com mandato.

Publicado em Política por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.