O que pode e o que não pode.

Pelo visto as ações políticas de Lages devem ser pautadas – o que pode  e o que não pode – pela visão da bloguista e colunista do jornal Correio Lageano. Segundo a parcial jornalista a denúncia que foi feita pelo PP, através de seu presidente, ao Ministério Público sobre as mudanças no projeto original da Avenida Duque de Caxias, NÃO  PODE, já as denúncias que foram feitas por um vereador para a Polícia Federal (Sigilo de Justica), contra a ex administração municipal, Aí PODE. Chegam a ser ridículos os argumentos usados pela jornalista de que “mais da metade da peça está fundamentada em comentários dos blogs, um deles integrante da sua equipe administrativa”. Ou seja, ela PODE e eu NÃO PODE. Ela deveria sim, explicar como comenta uma investigação que corre em “Segredo de Justiça”, pois apresenta dados do processo, sem explicar como teve acesso aos mesmos. Já falei para ela uma vez, e repito : a senhora é mal informada e mau intencionada…

Publicado em Geral por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.