Para entender um pouquinho mais.

Para quem não entendia o porque de o PMDB não querer o PP na chapa, aos poucos as coisas vão aparecendo. Veja o que publicou em seu blog o jornalista Moacir Pereira:                                                                                                                                                    Presidente do PMDB e candidato a vice-governador, Eduardo Pinho Moreira, foi condenado a ressarcir a Celesc em R$ 150.000,00 pelo juiz Luiz Antônio Fornerolli, da Vara da Fazenda Pública da Capital. Acolheu ação popular do Partido Progressista, que contestou contratação do escritório Teixeira e Serranos Advogados Associados, de São Paulo.
A razão
Eduardo Moreira era presidente da Celesc e recebeu parecer da assessoria jurídica para contratar um escritório especializado afim de defender os interesses da estatal contra a Mitsui e a Petrobrás, na composição acionária da SC-Gás, onde a Celesc tem forte participação. Eduardo Moreira afirmou que a contratação deu-se, também, depois de processo licitatório.

Publicado em Política por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.