Prisco e o futuro do PP.

Deu no Blog do Prisco :  Em dezembro o PP elege o novo diretório estadual e escolhe a nova executiva. Esperidião Amin e Sílvio Dreveck estão cotados.Formalmente fora da máquina estadual desde o começo de 2003, o Partido Progressista vê seus líderes já se mobilizando com vistas ao pleito de 2018. As principais lideranças da legenda começam a se movimentar neste sentido, contexto evidenciado durante a filiação do ex-petista João Carlos Gottardi, em Corupá. Ele já foi lançado como pré-candidato a prefeito em 2016.
As eleições municipais vêm sendo tratadas de forma estratégica nas fileiras progressistas. Além de buscar uma aliança consistente (PSDB e PSB, e até mesmo o PSD estão no radar do PP), o partido sabe que a conquista dos votos municipais, fortalecendo os líderes locais, é fundamental para tentar retornar ao governo catarinense.
O ato contou com a presença de Esperidião Amin, Joares Ponticelli e Silvio Dreveck. O trio é lembrado para daqui a quatro anos, assim como Jorge Boeira, que fez expressiva reeleição a federal.
Neste momento de transição, com a saída de cena de João Pizzolatti, os cardeais do PP buscam uma fórmula que possa agregar, diminuindo o desgaste interno que acaba se refletindo nas urnas. Nos últimos anos, a sigla esteve multifacetada, sob a influência de três correntes distintas.

Publicado em Política por admin. Marque Link Permanente.

Sobre admin

Paulo Marques é formado em Administração de Empresas pela FAE/PR e em Direito pela UNIPLAC. No jornalismo, atua desde os anos 90, com passagens pelas rádios Clube, UDESC FM e 101 FM. Na televisão, passou pelas tvs SCC, Tele Câmara, TV Univest e Nova Era TV. Escreveu para vários jornais de Lages e de Curitiba/PR.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.