Sucessão municipal.

REBOLIÇO:                                                                                                                                                        Confirma-se mais uma vez que nossa política caseira só fica alvorotada depois da Festa do Pinhão. Até aqui, ficamos nas conversas fiadas, onde até adversários são amigos íntimos. Fotos publicadas em blogs, entrevistas radiofônicas e aparições conjuntas de possíveis generais da próxima “guerra” são apenas galanteios de ocasião. Até o prefeito, amicíssimo do Temer, passa a ter vez… Enfim, que é um governador em comparação com um presidente ? ! O homem é achegado a Lages, andou de braço dado com o Tio Calça … Querem mais o que ? Já sei, quando desmontarem os palcos do Conta Dinheiro, “é pau, é pedra” . (Ari Martendal- O Momento).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.